Mauá, 24 de abril de 2017
Bom Dia

Atendimento
11 4309.0400
Fale Conosco   Associe-se

SCPCOnline
.
.
Você está em > Aciam > Notícias > Mauá prorroga contrato com FUABC, mas aplica pente-fino
Mauá prorroga contrato com FUABC, mas aplica pente-fino
Mauá prorroga contrato com FUABC, mas aplica pente-fino
Mauá prorroga contrato com FUABC, mas aplica pente-fino

A Prefeitura de Mauá deve publicar nos próximos dias a prorrogação de contrato com a FUABC (Fundação do ABC) para auxílio na gestão do sistema de Saúde da cidade, mas há auditoria em curso que avalia os custos do contrato, dívidas em aberto e qualidade do serviço prestado. A administração de Atila Jacomussi (PSB) cogita até mesmo rescindir o acordo caso haja comprovação de falhas no trabalho executado.
A instituição atua em Mauá desde 2010. Neste período, recebeu R$ 744,8 milhões, conforme dados do Portal da Transparência. Em janeiro de 2015, o então prefeito Donisete Braga (PT) assinou novo contrato com a FUABC, pelo período de 12 meses, por R$ 168 milhões a cada ano. O convênio foi aditado em 2016 e pode ser prorrogado conforme a Lei de Licitações (lei 8.666/93).
A Secretaria de Saúde do governo Atila mapeia o contrato desde que tomou posse, no dia 1º de janeiro. O Diário apurou que o que mais chamou atenção de técnicos da Pasta foi a dívida que a FUABC cobra da Prefeitura por falta de pagamento de serviços executados.
Há planilhas feitas por integrantes do governo Donisete que registram divergência sobre o valor dentro do sistema municipal. Algumas apontam que o débito é de R$ 29 milhões. Outras que o passivo está em R$ 47 milhões. O ponto de desacordo recai no primeiro contrato, de 2010. Naquela época foi deixado de repassar montante de R$ 10 milhões à FUABC pelo trabalho executado. Não há no sistema da Prefeitura se essa quantia foi repactuada no segundo acordo ou se segue como passivo.
O Diário apurou que a nova gestão da Secretaria de Saúde de Mauá, sob gerência do ex-vice-prefeito Márcio Chaves (PSD), já avisou a FUABC que haverá maior fiscalização no contrato a ser prorrogado, bem como análise minuciosa sobre os serviços já executados. Pacientes reclamavam da atuação da FUABC.
Durante a campanha, Atila cogitou romper o contrato com a FUABC, embora publicamente as críticas eram suavizadas. Pai do socialista, Admir Jacomussi (PRP), presidente da Câmara atualmente, defendia explicitamente o cancelamento do convênio.
A FUABC gerencia diversos equipamentos de Saúde na cidade, o principal deles o Hospital de Clínicas Doutor Radamés Nardini.
OUTRO CASO
No sábado, o Diário mostrou que Mauá corre risco de perder verba do SUS porque a gestão de Donisete utilizou recursos carimbados de investimentos no setor para cobrir folha salarial da Pasta. Foram retirados R$ 17,1 milhões de contas vinculadas de melhorias no sistema para custear vencimentos e 13º salário de servidores.
À ocasião, o secretário de Governo da gestão anterior, Edílson de Paula (PT), confirmou a manobra, mas negou má intenção.


Assunto: Últimas Notícias






Voltar   Imprimir   Topo   Página Inicial   Fale Conosco
 
ACIAM
Associação Comercial e Industrial de Mauá
Todos os Direitos Reservados - 2017

Central de Atendimento
(11) 4309-0400
Fale Conosco
 
Nossa Localização
Rua Guido Monteggia, nº 151
Centro - Mauá - SP
Mapa de Localização


Projeto desenvolvido
pela Agência de
Web & Design Globeweb
www.globeweb.com.br
Produzido por | globeweb | www.globeweb.com.br