Mauá, 30 de maio de 2017
Bom Dia

Atendimento
11 4309.0400
Fale Conosco   Associe-se

SCPCOnline
.
.
Você está em > Aciam > Notícias > Vereadores de Mauá são contra reforma da Previdência
Vereadores de Mauá são contra reforma da Previdência
Vereadores de Mauá são contra reforma da Previdência
Vereadores de Mauá são contra reforma da Previdência
Para parlamentares , alteração nas regras para aposentadoria prejudica trabalhadores

Os 23 vereadores de Mauá são contra a Reforma da Previdência da forma como as regras foram colocadas pelo governo do presidente Michel Temer (PMDB). Para os parlamentares, as mudanças nas normas para a aposentaria prejudicam os trabalhadores.
A Câmara chegou a realizar na última semana uma audiência pública para debater o assunto. Com o tema “Reaja ou sua aposentadoria acaba”, os moradores e representantes de entidades presentes no evento também se manifestaram contra as propostas apresentadas.
“Um presidente golpista e um Congresso praticamente todo envolvido com corrupção não tem legitimidade para fazer as reformas da Previdência e trabalhista. Teria de dialogar com as associações, sindicatos, trabalhadores rurais, mulheres para debater a reforma. O governo deveria cobrar os grandes devedores, pois quem está pagando a conta é o trabalhador”, disse Marcelo Oliveira (PT), organizador da audiência que debateu o projeto em Mauá.
O vereador Cincinato Freire (PDT) e seu companheiro de bancada , Fernando Rubinelli, argumentaram que as mudanças tiram direito dos trabalhadores. “Nosso partido já fechou questão em nível nacional contra a reforma da Previdência, pois vai contra o estatuto do PDT ”, afirmou Cincinato. Pela resolução do partido, os deputados federais que votarem a favor da proposta de Temer serão expulsos da sigla.
O vereador Vladimilson Garcia, o Bodinho (PRP) também é contra. Não podemos aceitar que regras que prejudiquem a população. Sou radicalmente contra a reforma como ela foi colocada”, garantiu .
Regras
Nesta terça-feira (19/04), será lida no Congresso mudanças ao projeto original feitas pelo relator da reforma da Previdência, deputado Arthur Maia (PPS-BA). As alterações envolvem dez pontos, entre elas a idade mínima para aposentadoria de mulheres, trabalhadores rurais e as regras para a concessão de benefícios de prestação continuada .
No substitutivo, a idade mínima para a aposentadoria das mulheres cairá de 65 anos para 62 anos. A dos homens continuará em 65 anos, conforme havia sido proposto pelo governo. Em ambas as situações, o tempo mínimo de contribuição será de 25 anos.
Transição
Outra mudança é na regra de transição. O projeto original previa que valeria para homens acima de 50 anos e mulheres acima de 45 anos, sendo que essas pessoas pagariam um pedágio de 50% sobre o tempo que falta para a aposentadoria - 35 anos homens e 30 anos mulheres. Com a alteração, não haverá mais idade de corte para entrar na transição. Os trabalhadores pagarão 30% de pedágio sobre o tempo que falta para a aposentadoria.
Para aposentadoria por tempo de contribuição, haverá um limite de idade de 53 anos para mulheres e 55 anos para homens.


Assunto: Últimas Notícias






Voltar   Imprimir   Topo   Página Inicial   Fale Conosco
 
ACIAM
Associação Comercial e Industrial de Mauá
Todos os Direitos Reservados - 2017

Central de Atendimento
(11) 4309-0400
Fale Conosco
 
Nossa Localização
Rua Guido Monteggia, nº 151
Centro - Mauá - SP
Mapa de Localização


Projeto desenvolvido
pela Agência de
Web & Design Globeweb
www.globeweb.com.br
Produzido por | globeweb | www.globeweb.com.br