Mauá, 30 de maio de 2017
Bom Dia

Atendimento
11 4309.0400
Fale Conosco   Associe-se

SCPCOnline
.
.
Você está em > Aciam > Notícias > Sabesp reduz os investimentos financeiros na contratação de projetos
Sabesp reduz os investimentos financeiros na contratação de projetos
Sabesp reduz os investimentos financeiros na contratação de projetos
Sabesp reduz os investimentos financeiros na contratação de projetos
Levantamento realizado pela associação aponta que a velocidade da redução de investimentos nos trabalhos ofertados pela Sabesp chegou a 95% em valor no ano de 2016

A Sabesp, Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo, anunciou recentemente lucro recorde de R$ 2,9 bilhões em 2016. O resultado chega depois da companhia enfrentar em 2014 o período de maior estiagem já registrada nos últimos 120 anos na Região Metropolitana de São Paulo. E foi nessa época que a corporação reduziu em 95% os investimentos financeiros na contratação de projetos e consultorias.
“Essa decisão da maior empresa de saneamento da América Latina tem possibilidade de comprometer fortemente as soluções para os seus sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário e na manutenção das empresas de consultoria do setor, fornecedoras importantes dentro do seu ciclo de negócio”, afirma Luiz Roberto Gravina Pladevall, presidente da Apecs (Associação Paulista de Empresas de Consultoria e Serviços em Saneamento e Meio Ambiente).
Levantamento realizado pela associação aponta que a velocidade da redução de investimentos nos trabalhos ofertados pela Sabesp chegou a 95% em valor no ano de 2016, se comparado com o período de 2012 e 2013. Os dados mostram que os recursos financeiros licitados pela companhia alcançaram cerca de R$ 103 milhões no ano de 2012, mantendo-se em R$ 105 milhões no ano de 2013. Em 2014, o valor licitado em projetos caiu para R$ 73 milhões e despencou para apenas R$ 12 milhões no ano de 2015, no ápice da maior crise hídrica enfrentada pelo Estado de São Paulo. Em 2016, a Sabesp licitou apenas R$ 5,3 milhões nessa rubrica.
“Acreditamos que os resultados alcançados com o enfrentamento da crise precisam ser revistos para evitar dificuldades futuras”, aponta Pladevall. Ele ressalta, porém que o enfrentamento da crise hídrica pelo Governo do Estado, especialmente pela Sabesp, contou com a expertise indiscutível do corpo técnico formado por engenheiros dos seus quadros internos. “Porém é importante lembrar que as soluções emergenciais adotadas foram extraídas de um planejamento recém-concluído na época e elaborado por uma das empresas associadas da Apecs”, destaca o dirigente.
Para Pladevall, sem estes dois componentes, o impacto desta seca histórica poderia ser catastrófico para a população e para o país, tendo em vista que a Macrometrópole do Estado de São Paulo representa parcela significativa do PIB Nacional.
O dirigente explica ainda que o principal legado da crise hídrica para o setor de Consultoria em Saneamento Ambiental não foi o impacto nas curvas pluviométricas, e sim a redução drástica na contratação de projetos e consultoria, provocando o encolhimento radical na ordem de 60% das equipes técnicas e impactando inclusive no fechamento de algumas empresas do setor. “Decisões como essa acarretam a perda de uma mão de obra altamente qualificada, construída ao longo de anos de muito trabalho, dedicação e investimento por parte dos empresários do setor”, ressalta Pladevall.


Assunto: Últimas Notícias






Voltar   Imprimir   Topo   Página Inicial   Fale Conosco
 
ACIAM
Associação Comercial e Industrial de Mauá
Todos os Direitos Reservados - 2017

Central de Atendimento
(11) 4309-0400
Fale Conosco
 
Nossa Localização
Rua Guido Monteggia, nº 151
Centro - Mauá - SP
Mapa de Localização


Projeto desenvolvido
pela Agência de
Web & Design Globeweb
www.globeweb.com.br
Produzido por | globeweb | www.globeweb.com.br